Buscar
  • Arthur & Vidal Agência

ANÁLISE DE RISCO



E aí, meus queridos? Espero que esteja tudo tranquilo!

E por falar em tranquilidade, você tem feito ANÁLISE DE RISCO para sua empresa?

Ela é essencial para prevenir, corrigir e amenizar os perrengues.

Só assim para você viver de boa, meu fiii!! Bora aprender!


DETECTANDO AMEAÇAS

A análise de risco é uma importante técnica de gestão, que visa a identificar ameaças ao êxito de uma empresa.

Uma análise de risco eficiente traz inúmeros benefícios para sua empresa:

  • mais segurança para superar desafios

  • transparência para investidores e acionistas

  • transformação de ameaças em oportunidades

  • aumento de faturamento

ONDE MORA O PERIGO

Existem riscos no ambiente físico da empresa e na segurança das informações dos softwares.

  • Risco Cibernético

Esse tipo de risco já é previsto na legislação brasileira, com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Para entender melhor, é uma ameaça à segurança das informações dos softwares da empresa.

Inclui também o acesso dos usuários quanto à permissão e manuseio dos dados. Ter uma política de segurança de informação ajuda a mitigar os danos de ataques cibernéticos, fraudes e golpes virtuais.


  • Ambiente de trabalho

No ambiente de trabalho, são encontrados riscos variados. Ameaças de acidentes de trabalho, roubos e furtos, perdas de produção e prejuízos financeiros.

  • Operacionais

Falhas nas operações comerciais, no rendimento da equipe, em sistemas e máquinas, na queda da qualidade de atendimento e no processo produtivo.


  • Reputação

Na era da internet, manchar a reputação de uma empresa ficou muito fácil. É preciso estar atento a questões como qualidade de vida no trabalho, respeito à diversidade, comprometimento da empresa com princípios éticos e comportamento na correção de falhas.


  • Financeiros

Ligados a lançamentos errados de vendas, controle de estoque, perdas de produção e gestão de custos, além de investimentos e empréstimos.


  • Fiscais

Deixar de cumprir a legislação pode levar a multas, juros e até a penalidades que podem culminar no encerramento das atividades de uma empresa.


  • Estratégicos

Ameaças externas ao negócio, como a realidade política regional e mundial, a tecnologia, os aspectos de macro e microeconomia e as mudanças na regulação do ramo de atuação.


GESTÃO EM ETAPAS

A análise de riscos é um processo com fases a serem cumpridas:

  1. identifique todos os fatos e atividades internos e externos que podem ser uma ameaça ao sucesso do planejamento estratégico

  2. analise cada ameaça e qual o impacto para o seu negócio

  3. classifique o grau de risco para o funcionamento da empresa

  4. defina um plano de ação para minimizar os efeitos dos riscos

  5. estabeleça indicadores de resultados e metas para monitorar os riscos

FAÇA A COISA CERTA

Como administrar os riscos encontrados? Há várias saídas:

1. Mitigar

Não é possível evitar todos os riscos, mas os resultados da empresa melhoram com a redução de riscos, decorrente de uma mudança de planejamento.


2. Transferir

A empresa transfere a outra os riscos de determinadas atividades. A responsabilidade fica a cargo da empresa terceirizada.


3. Aceitar

Para riscos de menor grau, aceitar é a ação indicada. Como o impacto no negócio é menor, compensa esperar e, depois, corrigir os riscos.


4. Evitar

Em alto grau de risco, a ação indicada é evitar, corrigindo o planejamento estratégico e afastando o perigo de prejuízo.


5. Explorar

É possível explorar os riscos de forma positiva. Assumir riscos mediante uma decisão pode impulsionar o sucesso do negócio.


6. Monitorar

No plano de ação, defina equipes, tarefas e responsáveis pelo controle. Solicite relatórios de desempenho para avaliar a gestão de riscos.


Este conteúdo foi extraído do blog Omie.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo