Buscar
  • Henne Danif

EVOLUÇÃO DA EMPRESA - Cada estágio tem suas implicações


Fala, meus fiii!

Papai Hennão chegou daquele jeito!

Ontem começamos uma conversa porreta sobre o nível de maturidade da sua empresa. E hoje veremos que cada estágio da evolução do seu negócio tem implicações específicas no que diz respeito às projeções de crescimento.

É preciso que você situe isso bem direitinho! É por isso que eu tô aqui, sô!

Bora aprender mais um cadim!


VOCÊ JÁ É UM BORBOLETÃO?

Para que as questões relacionadas ao crescimento sejam respondidas, é preciso, antes de tudo, identificar o nível de maturidade da empresa.

Crescer significa adotar novos processos e embarcar em novos ciclos. É uma expansão e também uma evolução, o que implica em uma variedade de estágios e a necessidade de fazer escolhas condizentes com eles.

Esse entendimento ajuda a compreender os desafios intrínsecos ao crescimento e, posteriormente, desenvolver um plano de expansão.

RETRATO FALADO

As definições abaixo podem ser encaradas como retratos falados dos variados estágios de um negócio. Trata-se de uma lista com quatro níveis:

STARTUP —— EMERGENTE —— EM EXPANSÃO —— MADURA


STARTUP

• Visão: Imediata

• Prioridade: Garantir a sobrevivência dos negócios e atrair pessoas

• Gestão: Comando e decisões concentradas no empreendedor

• Contabilidade: Encarada do ponto de vista fiscal

• Investimentos: Concentrados no negócio (atividade-fim)


EMERGENTE

• Visão: Curto prazo

• Prioridade: Desenvolver os negócios e reter pessoas, além de atraí-las

• Gestão: O modelo é mais claro e a gestão, compartilhada com poucos profissionais

• Contabilidade: Na maioria dos casos, ainda se encontra em um estágio primário

• Investimentos: Concentrados no negócio (atividade-fim)


EM EXPANSÃO

• Visão: Médio prazo

• Prioridade: Manter o foco no desenvolvimento dos negócios e na retenção de pessoas, com o auxílio de uma estratégia clara de longo prazo

• Gestão: O modelo é bem definido, embora pouco formalizado, e conta com algum nível de profissionalização

• Contabilidade: Há um anseio por aumento da transparência. A contabilidade está alinhada à gestão tributária. Chega o momento da primeira auditoria

• Investimentos: Divididos entre o negócio e as áreas de suporte (administração, finanças, recursos humanos e tecnologia)


MADURA

• Visão: Longo prazo

• Prioridade: Consolidar os negócios e o modelo de governança corporativa, além de buscar a reinvenção, por meio da inovação no modelo de negócios

• Gestão: A operação está sob controle e há profissionalização e gestão efetiva dos riscos, além da formalização do modelo de gestão

• Contabilidade: Há altos níveis de transparência e uma rotina de auditoria de balanços. Preocupação e atenção com o ambiente regulatório e esforço para fundamentar a explicação do negócio em dados oriundos das demonstrações financeiras

• Investimentos: De acordo com o planejamento estratégico de longo prazo


A PRÓXIMA PRIMAVERA

Pode-se afirmar que, para cada um dos estágios, há uma fonte de recursos mais adequada.

O ideal é que uma empresa percorra o caminho de seu crescimento acessando a maior parte dessas fontes enquanto está no ciclo de maturidade correspondente.

Assim, no decorrer do tempo, terá utilizado a fonte mais apropriada para cada circunstância.

Em cada nível de maturidade, há desafios a serem superados. Resolvê-los é o que permite saltar para o próximo ciclo.

Colocar dinheiro no negócio não resolve tudo! É preciso que as pessoas se empenhem em vencer as barreiras.


Este conteúdo foi extraído do e-book Como crescer: estratégia, gestão e recursos para sua empresa, da EY – Building a better working world.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo