Buscar
  • Henne Danif

The Witcher das pequenas e médias empresas

Atualizado: 14 de mai.


Saudações à minha seleta audiência!


O papo de hoje é sobre segredos e fórmulas para o gerenciamento de projetos nas pequenas e médias empresas (PME).

Nesse nicho corporativo, devem ser levadas em conta particularidades que têm relação com:

 a inovação

 a desburocratização

 a flexibilidade

 o foco no cliente

 a gestão por profissionais não especialistas

O modelo de gerenciamento das PME deve ser flexível a diversos contextos e motivações, e agregar valor em termos de planejamento, execução e clareza dos resultados.


A GALINHA DOS OVOS DE OURO

No Brasil, as PME respondem por 44% dos empregos, 27% do PIB.


Em uma economia industrializada, as PME são fundamentais

na medida em que preenchem as lacunas deixadas pelas empresas grandes.


É PRECISO INOVAR

As PME não têm escala para competir dentro de uma estratégia de preços no mercado. Por isso, a inovação deve ser uma constante.

O desenvolvimento de produtos precisa recorrer a soluções baratas e de fácil compreensão.


Nas PME, os recursos humanos são restritos.

Por isso, é comum que a comunicação seja informal e o gerenciamento seja feito por profissionais não especialistas.


PÉS FIRMES NO CHÃO

As PME são organizações sensíveis aos abalos econômicos, limitadas pelo tamanho dos mercados, pela forte concorrência e pela instabilidade financeira.

Empreendedores em PME precisam desenvolver competências estratégicas para avaliar, planejar e executar ações que mantenham a empresa em crescimento.


O conteúdo de hoje foi baseado em uma publicação da Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas.

Ao longo da semana, falarei mais sobre esse assunto.

Aquele abraço!

https://www.regepe.org.br/regepe/article/view/1475/pdf



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo