Buscar
  • Henne Danif

FORNECEDORES BORA DOMINAR O ASSUNTO



Respeitável público, cheguei chegando!

No post anterior, vimos QUASE TUDO sobre a temática dos fornecedores.

Hoje, porém, papai Hennão está transbordando de generosidade. E isso significa que vou esmiuçar para vocês, ainda mais, os segredos em torno da gestão de fornecedores.

No caso, descreverei quatro passos básicos: SELEÇÃO, HOMOLOGAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO e AVALIAÇÃO dos fornecedores.

Partiu aprender mais um cadim?


QUATRO PASSOS

De uma maneira muito simplificada, podemos dizer que o processo de gestão de fornecedores consiste em 4 passos básicos:


SELEÇÃO — HOMOLOGAÇÃO — CLASSIFICAÇÃO — AVALIAÇÃO


PASSO 1: SELEÇÃO

No processo de seleção do fornecedor, não basta fazer uma cotação de preços. Há muitos fatores que merecem atenção:

Habilidade técnica: atender às especificações técnicas exigidas

Capacidade produtiva: produzir a quantidade acordada dentro do prazo determinado, sem defeitos

Confiabilidade: estabilidade financeira e reputação sólida

Pós-venda: atendimento e suporte técnico, caso haja algum problema

Localização: proximidade e facilidade de acesso

Preço: melhor custo-benefício


PASSO 2: HOMOLOGAÇÃO

Após selecionar e avaliar seus fornecedores, é preciso homologá-los, ou seja, confirmar que eles atendem às necessidades da sua organização. Esse processo recebe vários nomes, como qualificação, certificação e cadastro. É o momento em que se firma um contrato — que deve ser acompanhado de confiança, transparência e parceria.

Dependendo da criticidade do produto ou serviço, a homologação precisa ser complementada com auditorias em campo.


PASSO 3: CLASSIFICAÇÃO

A organização precisa estabelecer diferentes estratégias de relacionamento com cada tipo de fornecedor. Os fornecedores podem ser classificados da seguinte maneira:

  • estratégicos — são contratos de parceria, envolvendo o compartilhamento de informações estratégicas, com contatos frequentes

  • táticos — são contratos que envolvem uma atividade comercial significante e interação com o negócio

  • operacionais — para fornecedores que têm produtos ou serviços operacionais, mantêm-se pouco contato e revisão

  • base (commodities) — fornecem produtos ou serviços que geram pouco valor para o negócio, por exemplo: papel


PASSO 4 - MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO


Monitorar e avaliar o desempenho dos fornecedores é fundamental para manter o fluxo de produção. Os critérios de avaliação passam pela integração dos fatores que afetam o desempenho e a organização.


De acordo com a literatura disponível sobre o tema, os indicadores mais usados na avaliação de desempenho dos fornecedores são:


o entrega no prazo e na quantidade correta

o qualidade do produto

o conformidade de documentos (notas fiscais, certificados)

o logística e capacitação técnica

o relacionamento comercial


Este conteúdo foi extraído do e-book Gestão de Fornecedores, da FNQ — Gestão para excelência.


Compartilha com um amigo empreendedor


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo