Buscar
  • Henne Danif

SELVA DE TRIBUTOS



E aí, feras? Papai Hennão chegou com sangue nos olhos!

O papo de hoje é sobre a alta carga tributária e a complexidade contábil do sistema brasileiro, que são alguns dos predadores que você precisa superar para ver a sua empresa crescer.

Para desbravar essa floresta, o empreendedor tem desafios que começam com a escolha do regime de apuração e se estendem até a emissão de notas fiscais e a folha de pagamento.

Fica ligado porque essa dica é animal, meu fiii!



ELES SÃO FAMINTOS

O sistema tributário brasileiro é especialmente complexo. Isso se deve, em parte, à autonomia que a Constituição Federal concede à União, aos Estados e aos Municípios, que ficam livres para criar suas fontes de arrecadação.


IMPOSTOS DA UNIÃO

• IRPJ — Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas

• CSLL — Contribuição Social sobre o Lucro Líquido

• PIS —Programa de Integração Social

• COFINS — Contribuição para Financiamento da Seguridade Social

• INSS — Instituto Nacional da Seguridade Social

• IPI — Imposto sobre Produtos industrializados

• II — Imposto de Importação


IMPOSTOS ESTADUAIS:

• ICMS — Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços

• IPVA — Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor

• ITCMD —Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doações


IMPOSTOS MUNICIPAIS:

• ISS — Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza

• ITBI — Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis

• IPTU — Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana



PROTEJA SUA NINHADA


O grande número de tributos demanda uma gestão tributária cuidadosa e organizada.

Por isso, planejar é preciso!

O Planejamento Tributário NÃO É limitado a grandes corporações, e NÃO ENVOLVE, necessariamente, a montagem de estruturas engenhosas e sofisticadas.



O Planejamento Tributário é também acessível às pequenas e médias empresas.

A própria legislação oferece muitas oportunidades de otimização fiscal, com o objetivo de estimular o crescimento de negócios pequenos, o desenvolvimento de alguns setores da economia ou de alguma região do país.


Na maioria dos casos, o PIS e a COFINS incidem sobre a receita bruta.

O INSS, geralmente, é recolhido com base na folha de salários, com alíquota de 20%.

As empresas prestadoras de serviços recolhem o ISS sobre os valores de suas transações. No caso das comerciais, o imposto é o ICMS. E para as industriais, incidem o IPI e o ICMS.

Algumas transações como importação de serviços, importação de mercadorias, aquisição e propriedade de imóveis estão sujeitas a tributação específica.



O conteúdo desse post foi extraído do e-book Negócios legais crescem mais rápido, da Endeavor.

Compartilhe com um amigo empreendedor!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo